Taxa de Eficácia da vacina chinesa CORONAVAC é apresentada a Anvisa.

O Instituto Butantan finalmente, e reuniu na última quinta-feira (7) com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uma reunião técnica sobre a vacina desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Por que finalmente?

Essa é a terceira vez que a reunião para apresentação da eficácia da vacina seja apresentada à Anvisa.

A primeira reunião estava agendada para 15/12, mas na véspera, o governo de São Paulo, que solicitaria autorização e uso emergencial, mudou de tática, já que a alta circulação do vírus no Brasil permitiu chegar a um patamar de voluntários infectados suficiente para fazer o estudo para pedir um registro definitivo.

A nova data para o estudo final seria 23 de dezembro, mas foi novamente adiada. O motivo: a Sinovac viu discrepâncias entre os resultados de eficácia no Brasil e na fase 3 que conduz em locais como Turquia e Indonésia.

 

Bom, a reunião, tratou da eficácia da vacina e da submissão dois pedidos: um emergencial (para vacinar grupos de risco) e outro para registro (que permite aplicação em massa, para toda a população).  O governo de São Paulo informou que a CoronaVac registrou 78% de eficácia nos testes clínicos feitos no Brasil e que a vacina garantiu a proteção total (100%) contra mortes, casos graves e internações nos voluntários vacinados que foram contaminados.

Com o resultado, o Butantan iniciou o pedido para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de autorização para o uso emergencial da vacina no país.

 

Fontes:
https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/01/06/butantan-se-reune-com-anvisa-hoje-e-divulgara-amanha-eficacia-da-coronavac.htm~
https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/01/05/fiocruz-vacina-oxford-astrazeneca.htm
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *