Análise Técnica X Análise Fundamentalista

Você sabe qual é o melhor momento para comprar uma ação? Apesar de cada investidor ter sua carteira de investimentos e sua própria estratégia, o melhor momento para comprar uma ação vai ser sempre após uma boa análise da mesma. O objetivo do investidor é aplicar o seu dinheiro para que este lhe gere rendimentos futuros. A B3 oferece uma longa lista de empresas de capital aberto que permitem que você se torne um acionista, mas isso não significa que todas elas tenham uma performance que gere bons dividendos.

 

Qualquer investidor que almeje sucesso em suas aplicações precisa aprender analisar uma ação. E para isso existem dois tipos de análise.

 

Análise Fundamentalista

Como o nome já sugere, é a análise na qual você se aprofunda nos fundamentos, não só da empresa, mas também da economia. Entender o cenário do Brasil é importantíssimo pois crises políticas, desemprego, queda no PIB, entre outras notícias impactam diretamente na valorização ou desvalorização das empresas brasileiras. Porém também se faz necessária uma análise da macroeconomia, ou seja, uma análise do cenário mundial, pois alguns acontecimentos estar diretamente relacionado a setores no quais as empresas brasileiras atuam. Por exemplo, a crise do petróleo impactou diretamente na brusca queda das ações da Petrobrás este ano. Em relação aos fundamentos a empresa, existem 5 principais indicadores que nos ajudam a entender a performance da companhia. São eles:

 

  • PL (Preço sobre Lucro) – Preço da Ação / Quantidade de ações emitidas
  • VPA (Valor Patrimonial por Ação) – Soma de todo patrimônio da empresa (incluindo créditos e débitos) / Quantidade de ações emitidas
  • ROE (Return on Equit) – Retorno sobre o investimento feitos pelos acionistas. Mostra a eficiência da empresa no uso dos recursos.
  • DY (Dividend Yeld) – Dividendos / Preço da Ação. Ou seja, o quanto é remunerado aos seus investidores.
  • Informações da Empresa – Não se trata se apenas um indicador, mas fazer uma análise sobre o Balanço Patrimonial, o DRE, DFC, Ebitida. São documentos que possibilitam acompanhar o crescimento da empresa ano a ano.

 

Análise Técnica

É a análise da oferta e demanda através de gráficos. Ou seja, a quantidade de ativos disponíveis para negociação na Bolsa de Valores (a oferta) e a quantidade de compradores interessados (a demanda). Apesar de ser uma visão mais simples, é uma visão pouco utilizada para investimentos a longo prazo, pois existem fatores externos que influenciam na demanda. Porém, alguns defensores da análise técnica defendem que o futuro repete o passado, e por isso conseguem identificar possíveis movimentos de alta e de queda, ou seja, eles identificam padrões e tendências. Por isso, esse tipo de análise é mais utilizado em operações de curto prazo, como por exemplo o Day Trade.

 

O fato é que quando falamos de renda variável, não há como ter garantia dos rendimentos futuros. Por mais experiente que o investidor seja, ele não consegue prever todos os movimentos do mercado. Por isso, uma boa análise se torna fundamental para o sucesso, uma boa análise pode minimizar risco.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *